Páginas

terça-feira, 1 de julho de 2014

Partidos políticos no Brasil

Para quem não sabia que existe, o PROS é o Partido Republicano da Ordem Social e foi aprovado pelo TSE junto com o Partido Solidariedade, em 24/9/2013. No dia 25/9 já estavam no Facebook
Enquanto isso o Partido Federalista, o Partido Pirata do Brasil, o Partido Novo (estes dois seguindo tendências mundiais) e o Partido da Democracia Direta estão em busca das assinaturas (500 mil aproximadamente de eleitores válidos na última eleição) ou em processo de iniciá-la.
O partido federalista pediu em seu registro o reconhecimento da não validade do parágrafo que prevê somente o registro de partido que tenha o "caráter nacional" http://bit.ly/rmj01072014. Concordo com os argumentos pois estas exigências acabam servindo aos interesses dos que já estão no poder, que atualmente são uma enormidade de grupos e interesses. Por outro lado haveria uma enxurrada de partidos registrados. É Interessante ver que alguns partidos totalmentte nulos de propósitos aparentes (ao contrário dos citados acima esses tem propósitos obscuros) conseguem facilmente as assinaturas e já em seguida se lançam em apoio ao candidato da situação ou ao melhor colocado na oposição! Pensando nisso, acho que os registros deveriam ser facilitados, mas o processo de representação federal deveria ser dificuldade, como é nos EUA. Lá apenas dois partidos tem representação federal desde 1860. Atualmente há mais três partidos principais (major parties conhecidos também como third parties) - Libertarian Party, Green Party, Constitution Party, dezenas de partidos menores (minor) e dezenas de partidos regionais (estaduais ou regionais). Theodore Roosevelt era de um partido menor (Progressive) e George Washington era independente.
No Brasil hoje há 32 partidos registrados no TSE http://bit.ly/rmj01072014a e segundo notícias não muito recentes mais 30 tentando, incluídos aí um partido dos estudantes, um partido militar, mais alguns partidos cristãos, liberais, humanistas e dos trabalhadores, e o partido da mulher brasileira (achei o site muito simplisinho, nem um pouco feminino).
Eu só sigo no facebook os 3 primeiros.
Leia mais sobre Democracia Direta e Democracia Líquida em http://bit.ly/rmj01072014b (o partido pirata apoia a democracia direta - http://bit.ly/rmj01072014c). Esse é o meu tema preferido atualmente, mas não gostei do PDD, o site é muito ruim e muito verde e amarelo demais e tb parece haver um culto ao seu presidente, não gostei. Num movimento novo do século XXI não pode haver culto a persona (no sentido Junguiano!) assim ainda sou mais os partido pirata e novo. O Federalista embora tenha uma proposta aceitável (a federação brasileira não existe de fato) tem uma abordagem muito convencional e por isso (eu acho) não decola, mas tem um bom site - aparentemente é um dos mais antigos ainda no processo de decolar, Thomas Korontai foi o criador do Movimento Federalista iniciado em Curitiba, em 17/10/1991, o partido foi oficialmente fundado em 7/8/1998 (tb não gostei, devia se chamar então partido patriota, que aliás existe na Espanha ou partido da independência - que nunca tivemos de fato, que existe na Islândia (Sjálfstæðisflokkurinn) fundado em 1929 e majoritário até 2009, a independência da Islândia foi conseguida em 1918 e a república proclamada em 1944 aparentemente sem conflitos - tudo segundo a Wikipédia)