Páginas

quarta-feira, 2 de julho de 2014

Copa da Paz no Brasil em 2015

Ainda estou escrevendo meu dossiê a favor da Copa no Brasil a cada 2 anos. Enquanto isso, proponho que o Brasil organize uma Copa alternativa em 2015, a Copa da Paz, com 32 seleções de países ou regiões envolvidas em conflitos (atuais, recentes ou potenciais) e outras estrategicamente convidadas. Serão divididos em oito grupos. Depois de pesquisar um pouco sobre as relações entres estes formei os grupos com países/grupos amigos (salvo algum ato falho):

A - Brasil, China, Xiita, Iraque
B - Inglaterra, Paquistão, Congo, Líbano
C - França, Israel, Uganda, Ucrânia
D - Rússia, Coreia do Norte, Afeganistão, Curdistão
E - EUA, Coreia do Sul, Sunita, Síria
F - Japão, Arábia Saudita, Nigéria, Qatar
G - Turquia, Jordânia, Sudão, Líbia
H - Irã, Palestina, República Centro Africana, Crimeia

Diferentemente da Copa de 2014 cada grupo terá sua sede fixa, em todas as fases, por razões de segurança e para diminuir os custos. Oito das dez sedes da Copa de 2014 serão usadas na fase eliminatória. Outra diferença é que não haverá fase de mata-mata, por razões óbvias. Os dezesseis melhores da primeira fase formam quatro grupos para a segunda fase. Os oito melhores da segunda fase formam dois grupos para a terceira. E os dois melhores fazem a grande final, e aí seja o que Deus quiser. Total de 85 jogos, ao longo de 38 dias, também em junho e julho.

As oito sedes da primeira fase serão Belo Horizonte (A), Brasília (B), Fortaleza (C), Porto Alegre (D), Salvador (E), São Paulo (F), Rio de Janeiro (G) e Recife (H). As quatro sedes da segunda fase serão Cuiabá, Manaus, Natal e Curitiba. Na terceira fase serão Natal e Fortaleza. E a final será no Maracanã. Por razões de segurança, os times eliminados em cada fase devem embarcar para seu país de origem na mesma cidade onde estavam jogando. Os torcedores terão livre trânsito pelo país.

O orçamento da Copa da Paz será pago pelos orçamentos militares dos respectivos países, proporcionalmente, e por patrocinadores. A entrada nos estádios será gratuita, e por sorteio. A organização será da FIFA, que receberá 30% do orçamento como taxa de administração. Todas as despesas serão listadas e acompanhadas no Portal da Transparência da Copa da Paz, mantido pela ONU. O lucro do evento ficará com o Brasil, em um fundo para a saúde e educação a ser distribuído proporcionalmente para os estados. Os chefes de estado ou representantes dos países/grupos deverão permanecer no Brasil durante toda a Copa e comparecer a todos os jogos da sua seleção, e das fun fests. Nos finais de semana haverá Assembleia Geral do ONU em Brasília para tomar decisões pela paz mundial. Nos dois dias anteriores à final será realizado o Desfile das escolas de samba do Carnaval do Rio de Janeiro de 2015. Também com ingressos gratuitos e por sorteio. Todos ao Rio de Janeiro! A Copa e o desfile terão imagens geradas pela FIFA e distribuídas gratuitamente para o mundo todo em todas as mídias.