Páginas

quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

sobre crimes, segurança pública e impunidade

Os crimes sem solução que continuam ocorrendo em qualquer lugar do país, resultando em consequências e mortes de pessoas anônimas e públicas, não tem uma causa específica. Não há governante (seja prefeito, governador ou presidente) que possa ser particularmente culpado pela situação que vivemos. É culpa do sistema cultural que cultivamos por décadas (ou séculos?). Temos um sistema político-eleitoral que na teoria pode funcionar, mas serve a todos os tipos de finalidades. Um sistema judiciário que da mesma forma pode ser usado indevidamente com facilidade. E nós, o povo, que criamos e fizemos crescer estes sistemas o que fazemos? Os que fazem parte da parcela sobrevivente mantém este sistema em base de troca. Os demais, que podem algo fazer de diferente, onde me incluo, candidamente, criticamos, denunciamos, e votamos, mas não conseguimos mudar senão lentamente algo que é muito grande (pelo tamanho do país, pelo tempo que cresceu e proporções que tomou).
O que fazer? Eu não sei. Só sei que em muitas países na atualidade as reações são diferentes.

Posted via email from Ricardo MJ's posterous