Páginas

quinta-feira, 20 de novembro de 2008

Aprovado projeto que prevê designação feminina para cargos, no Paraná

Expressões inexistentes como coronela da Polícia Militar, generala ou presidenta podem se tornar obrigatórias no Paraná. O projeto que define essa forma de tratamento às mulheres foi aprovado ontem em votação final na Assembléia Legislativa. Para virar lei estadual, só depende da sanção do governador Roberto Requião.
Se o projeto, de autoria do deputado Luiz Carlos Martins, do PDT, for sancionado, todo paranaense deverá flexionar o gênero feminino quando se tratar de mulheres que ocupam cargos na administração pública, civil e militar, no âmbito estadual.
A medida não vale para cargos que, no feminino, comprometeriam a linguagem como cabo (caba) e major (majora).
Li no blog do Fábio Campana http://www.fabiocampana.com.br/?p=21698

Comentário

Importante e oportuno. Pode estender também para os diplomas das bacharéias. Deveria se tornar lei federal, com efeito retroativo, para reeditar todas as nomeações e diplomas em vigor no país, de forma a dar o tratamento correto. Será que ainda pode ser incluído na reforma ortográfica dos países de língua portuguesa? Uma lei que consagra a língua do povo.