Páginas

domingo, 15 de junho de 2008

Corrida de rua no centro histórico de Curitiba (2)

Chuva não desanima corredores. leia aqui. E mais aqui.

É a minha primeira corrida no ano, e sem treino. Minha meta é terminar, e se der, em 65'. 63' será uma vitória, 61' a superação. Meu problema serão as pernas. Com chuva o fôlego não será problema. Mas, cuidado com as passadas, e para não tropeçar.

Começamos no horário, parece que tem menos gente. Comecei junto com o pacer dos 65', por apenas uns 300 metros. Como sempre, no primeiro km vou mais rápido, é o efeito da galera. Fim de 1 km uma subida, do Centro Cívico até o Museu do Olho. Fim de 2 km outra subida, até a Alberto Folloni. Meu tempo começa a aumentar e começa a chover. 4 km, posto de água, andei uns 15 segundos para não engasgar bebendo água.

Começamos a descer, voltamos para a Av. Cândido de Abreu e agora tudo é plano.
Não dá pra tirar foto porque não quero molhar o celular. 8 km, entramos no calçadão da Rua XV, perigoso molhado, até começar a trilha para deficientes visuais. Na esquina com a Mal. Floriano tirei uma foto debaixo da marquise. Foi mais de 30 segundos pra estas fotos, a moça não acertava (ela tem um celular igual ao meu, que é novo, vamos criar a comunidade do Samsung F250? hehe).
Subimos para a Praça Tiradentes. Tem pouca gente na minha frente, e acho que atrás também!

Km 9, verificar equipamentos, acelero um pouco pra checar, tudo em ordem, posso acelerar. Acelero o ritmo, sem aumentar a passada. Meu alvo é um senhor careca que parece mais velho do que eu (número 722). Mas não consegui alcança-lo, aliás não ultrapassei ninguém nesse último quilômetro. Na chegada até daria pra passar o 722, mas mantive o ritmo para pegar o celular e tirar uma foto do portal - a foto ficou tremida. Chegada em 65'44". O tempo líquido (menos as duas paradas) dá menos de 65'. Ótimo.